Com mais de 80 anos, idoso se forma arquiteto

O niteroiense Emar Chaves seria apenas mais um formando em Arquitetura de 2013, se o seu RG não trouxesse uma informação relevante: ele nasceu em 28 de janeiro de 1931. Aos 83 anos, ele é exemplo de inspiração e superação para quem convive com ele em Brasília, onde vive e trabalha.

Chaves fez carreira na extinta companhia aérea Varig, desenvolvendo maquetes e peças publicitárias. Era “layout-man” ou “homem de criação” na agência interna de propaganda. Chegou a cursar a faculdade de Belas-Artes, 40 anos atrás, mas era “apenas um curso sem reconhecimento acadêmico”. Arquitetura, essa sim, era um sonho antigo, realizado só agora porque “o momento certo chegou”.

Bom aluno, garante que não colou em uma prova sequer: “Não colei porque minha idade é muito avançada e eu estudava até de madrugada. Na mocidade é diferente, mas quando se está mais adulto e vira avô, tem filho com formação universitária, você deve se preocupar em estudar e fazer o seu trabalho”.

Em sala de aula, Chaves procurou se inteirar de todos os assuntos. Por isso, era querido tanto por professores, como pelos colegas.

Casado, dois filhos, um neto, ele leva uma rotina tranquila em Brasília. Prefere andar a pegar ônibus, vai ao shopping e visita os amigos diariamente, mas sem deixar de ficar atento às oportunidades. “Eu falo das minhas habilidades para poder abrir portas como arquiteto. Agora estou procurando clientes para desenvolvimento de projetos, obras e maquetes”, diz.

Enquanto os clientes não aparecem, iniciou a carreira de professor de “Iniciação à Arte e à Maquete” para alunos do 1º semestre de Arquitetura da universidade onde se formou, a Iesplan Faculdades Planalto.

Família apoiou sonho

Ao anunciar à família e aos amigos que prestaria o vestibular aos 79 anos, o apoio foi imediato. “Eles acharam fantástico e, hoje, me consideram alguém desbravador, que luta e merece todo o carinho e respeito das pessoas”, conta Chaves.

“Para quem tem certa idade, este reconhecimento é bastante gratificante. Nós precisamos disso. Você realmente terá uma luta diferente dos outros, a sua memória está lenta, naturalmente pela idade, e os neurônios vão se apagando. Mas se você tem o incentivo de todos, isso faz com que você reviva.”

Apesar de ser reconhecido e cumprimentado por seus feitos, Chaves rejeita o rótulo de celebridade: “Tem gente que até se formou com muito mais idade do que eu, não estou fazendo nada diferente. Mas em Arquitetura eu sou o primeiro!”

PORTAL DE EGRESSOS
WEBMAIL
Login:

Senha:


CALENDÁRIO
FINANCIAMENTO
Copyright 2010 Moderno Centro de Ensino Educação e Cultura
Av. Feliciano Coelho, 125, Trem 68901-025 - Macapá - AP Fone: (96) 32226400
E-mail:iesap@iesap.edu.br

Layout by Nyl Karplising
Desenvolvido por Amerson Chagas